.

“Poesia não é para compreender mas para incorporar
Entender é parede: procure ser árvore.Manoel de Barros.







.

sábado, 13 de novembro de 2010

Tenho quase certeza que não sou daqui.

Ao passar dos anos tenho cada vez mais certeza que nasci na época errada. Quando criança pegava um microfone e cantava “no no no notió ué”, que seria “I wanna hold your hand”, eu podia não ter noção o que diabos era aquilo, só sei que ficou guardado em minhas boas memórias, como quando eu dançava twist com meu tio tomando banho.

Não sei se tive sorte de nascer na minha família ou se continuaria sendo desse jeito se meus familiares gostassem de coisas tipo calypso – o que podia ser bem possível já que sou da terra da Joelma, legaal hein? - ai eu seria a filha rebelde. Talvez a minha infância regrada de MPB, música clássica e rock antigo que me fez ter essa sensação de está na geração errada, talvez...

Desde os treze anos eu me perguntava “Por quê?! Por que não vivi nos anos 50?”, delirando vendo algum vídeo do rei, ai Elvis. Sendo do secúlo XX não tive nem a chance de sonhar em ser a sua Priscilla. Ou ao menos ser mais uma fã histérica em um show dos Beatles.

Porque não vivi naquelas épocas de revolução, de luta pela paz, onde jovens não eram comedidos? Porque não pude nem me imaginar tomando banho de lama em Woodstock? Ou lutar contra a ditadura sem medo de levar porrada ou morrer? Porque não tive nem a oportunidade de encontrar Chico - antes da Marieta - por ai em algum boteco e fazer real essa minha mais recente paixão platônica?

Quem me dera ter ao menos quisto dá um mosh no CBGB e falar pro Joey o quanto minha mãe parecia com ele de vez em quando. Quem me dera ter visto o rock brasileiro nascer. Quem me dera ter visto Renato nem que seja de longe. Ter sofrido junto com Cazuza. Ter pintado a cara e ido pras ruas. Ou até uma coisa besta como assistir a trilogia original de Star Wars no cinema.

Ah, não vejo graça em Justin Bieber. Não ouso chamar de rock coisas tipo Restart. Não sinto tesão com vampiros bonzinhos, pra mim essa coisa de não tomar sangue brilhar tá mais pra outra coisa... - com todo o respeito pelos fãs . Não tenho ídolos vivos e como já disse o poeta “Meus heróis morreram de overdose.”

Se eu nasci na pior das épocas, não sei. Mas se Marty Mcfly pudesse me emprestar o DeLorean só um poquinho eu ficaria grata.

Claro que eu fui uma criança normal também que gostava de Sandy e Junior. E tento me divertir com a época que tenho, não sou uma doida alienada que fica trancada em casa vendo vídeos antigos tipo de entrevistas do Chico Buarque, o que estou fazendo agora hehe. Isso é só uma grande vontade dentro do meu peito...
Ajude o GreenPeace assinando as petições. Juntos podemos fazer muito!GreenPeace Twitter!

9 novidades:

Gabriela Furtado disse...

Tbm me faço todas essas perguntas, mas acho que a principal é: por que não encontrei o Chico antes da Marita?? poxavida!
adooorei o blog e muito obrigada pela visitinha...
beeeijo

Barbara Salvan disse...

Eu também faço as mesmas perguntas. Queria ter vivido na época em que a minha mãe viveu, naquela época a música e as mentes tinham uma ideologia, tinham um motivo para existirem. As letras e as palavras eram mais trabalhadas. As pessoas queriam dizer algo que realmente - na concepção delas - iria mudar o mundo. As pessoas buscavam coisas que realmente iriam significar alguma coisa. E hoje com duas frases se faz uma música.

Lara Oliveira. disse...

Me sinto assim também ás vezes, como uma marciana que veio de outro mundo, ou que nasceu depois do prazo. Adorei :)

Camila Paier disse...

Acho que também nasci na época errada, guria. Pelo final do teu texto, penso igualzinho à ti. Máquina do tempo já, pra nós!
Beijoca

Anng disse...

Obrigada por sua visita la no meu blog.
Sigo-te.
Beijos!

so sad disse...

querida eu te entendo! rs
é duro sim, "orock" do restar..rs
uma pena que bandas tão boas transitam pelo underground e as pessoas não conhecem.

beijo!

Damaris . disse...

ooooooooi :)
passando pra dizer que mudei o
endereço do Blog...
agora é http://desconcerttante.blogspot.com/

aah... criei um twitter também e ficarei mt feliz se você seguir *-*
@desconcertante_

beijoooooones :*

Marcelo Zaniolo disse...

Confesso que não li todos os comentários aqui, mas também me sinto assim: meio deslocado de tempo.

Acho que você fali tudo e qualquer coisa que eu acrescentar aqui vai ser repetitivo, mas não estas sozinha nessa, ok?

Tenho certeza que o hoje não é nem de perto o que foi o ontem.

Beeijo!

Marcelo Zaniolo disse...

*Acho que você falOU